jusbrasil.com.br
18 de Dezembro de 2018
    Adicione tópicos

    Posicionamento Shell sobre a audiência de conciliação retomada hoje no TST

    Publicado por Enviadas Por Leitores
    há 6 anos

    A Shell Brasil Petróleo Ltda., empresa responsável por toda e qualquer
    obrigação que, por força de decisões judiciais tomadas na Ação Civil
    Pública Trabalhista, venham a ser impostas à Raízen Combustíveis S.A.
    (atual denominação da Shell Brasil Ltda. como parte originária no
    processo), informa que foi retomada a audiência de conciliação no dia 5 de
    março no Tribunal Superior do Trabalho TST, em Brasília, para dar
    continuidade à negociação da proposta de acordo entre as partes.

    A empresa analisou com cuidado a contraproposta discutida na audiência
    realizada em 4 de março. Houve um indiscutível avanço nas
    negociações das bases para a celebração de um acordo definitivo. A
    Shell encaminhou os novos termos destas bases propostos pelo TST para
    aprovação dos acionistas. Infelizmente, face à natureza das questões, o
    tempo disponível para esta análise foi insuficiente, e não foi possível uma
    resposta no prazo estabelecido, ou seja, até o dia de hoje. Portanto, a
    empresa solicitou que seja concedido um novo prazo para que as negociações
    continuem e possam ser obtidas as aprovações necessárias. O documento
    assinado hoje determina um prazo até o dia 11 de março para que as partes
    finalizem importantes aspectos para que o acordo possa ser celebrado.

    É importante relembrar que a Shell reconhece a iniciativa do TST em
    estimular o acordo entre as partes, como uma excelente oportunidade para o
    término da disputa judicial. A companhia entende, baseada em amplos
    estudos, que a ocorrência de contaminação ambiental não implicou,
    necessariamente, em exposição à saúde de pessoas. Ainda assim, acreditamos
    que a nova proposta (de acordo) apresentada pelas empresas garante a
    parcela mais importante da decisão judicial, ou seja, a assistência
    à saúde dos habilitados. Independentemente do mérito judicial das
    questões discutidas neste fórum de negociação com as partes, a Shell segue
    comprometida em pôr fim de maneira amigável a este longo e complexo
    litígio, de forma a evitar longas discussões na esfera judicial sem
    qualquer benefício para as partes.

    Vale ressaltar que a Shell continuará a cumprir com a determinação da
    Justiça, mantendo o atendimento à saúde das pessoas devidamente habilitadas
    no processo.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)